General Sampaio: Governo entra na Justiça contra Empresa responsável por adutora.

Desde a sua inauguração em dezembro 2014 pelo então Governador Cid Gomes, a adutora de General Sampaio, responsável pelo abastecimento da cidade de Canindé e outros municípios, vem apresentando problemas de vazamentos causando um grande desperdício de água no trajeto de aproximadamente 54,2 km deixando a população sem o líquido precioso. A obra do Governo do Ceará, por meio da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), foi executada pela empresa “Cimencol” Construções e Serviços.
Foram investidos R$ 22.107.479,00.  “Os custos dos tubos de 400 milímetros são da ordem de R$ 17,8 milhões. Já a execução da obra teve investimento de R$ 4,2milhões”. Ao todo foram utilizados 31.800 canos de fibra de polietileno no modelo de engate rápido. Apesar de todo esse dinheiro ter sido investigo na obra os furos na tubulação e vazamentos são problemas apontados para a irregularidade do abastecimento prometido.
Conforme relatos de ouvintes do Programa Alerta Geral, na FM SOMZOOM SAT 89,5 (Maciço do Baturité e Sertões de Canindé), um dos trechos que mais apresentam o defeito compreende a comunidade de “CAXINOAR”, na zona rural de Canindé, pois lá quase que diariamente os canos apresentam vazamentos de grandes proporções. De antes dos problemas conforme reportagem do Jornal O Povo desde janeiro, segue em segredo de Justiça na 21ª Vara Cível processo da Cogerh contra a empresa Cimencol Construções e Serviços, contratada para a montagem da adutora.
Com informações do radialista Wellington Lima.

Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.