INSEGURANÇA: 17 agências do Banco do Brasil estão sem funcionar no Ceará após ataques.

A violência no interior do Ceará tem causado preocupações. Com a onda de assaltos a bancos e a carros fortes, pelo menos 17 agências bancárias não estão funcionando plenamente.
No primeiro expediente da sessão plenária desta terça-feira (21), o deputado Odilon Aguiar (PMB) anunciou que a Comissão de Defesa do Consumidor promoverá no próximo dia 6 de julho uma audiência pública para discutir a situação das agências do Banco do Brasil nos municípios do interior.
Segundo o deputado, o objetivo do encontro é o de entender o motivo pelo qual tantas agências não estão prestando seus serviços à população. “Já não bastasse os elevados custos que os correntistas do Interior pagam e as altas taxas de juros, ainda temos agências sem funcionar”, justificou o parlamentar.
Para o encontro, o deputado afirmou que serão convidados representantes da Superintendência do Banco do Brasil, CDLs do Interior, Câmaras Municipais, União dos Vereadores do Ceará (UVC) e do Sindicato dos Bancários.
Ainda de acordo com Odilon, as agências que estão sem funcionar com sua capacidade total são: Farias Brito, Icapuí, Mombaça, Barreira, Milhã, Araripe, Novo Oriente, Independência, Jaguaretama, Itapiúna, Morrinhos, São João do Jaguaribe, Monsenhor Tabosa, Coreaú, Capistrano, Cariús e Fortim.
ATAQUES A BANCOS NO CEARÁ
Na madrugada desta quarta-feira (22) mais duas agências bancárias no interior do Estado foram atacadas. Desta vez, a agência do Banco do Brasil de Madalena, situada a 185 quilômetros de Fortaleza, foi alvo dos bandidos. Além de quebrar vidraças do banco, diversas capsulas de balas foram encontradas dentro da agência.

Além dessa, outra agência do Banco do Bradesco, localizada em Aracoiabá, a cerca de 95 km de Fortaleza, também sofreu ataques durante esta madrugada. No entanto, de acordo com a Polícia Militar da região, nada foi levado de dentro da agência. Por isso, o caso está sendo avaliado como vandalismo.

Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.