Trairi: Professor é morto na frente da filha; esposa é presa suspeita de encomendar o crime.

Uma mulher foi presa em flagrante, nesta terça-feira (21), suspeita de encomendar a morte de seu marido, o professor Edvaldo Ferreira dos Santos, de 33 anos, que foi morto na frente da filha do casal no município de Trairi, interior do Ceará. Além da mulher, outros dois homens suspeitos de participarem do homicídio também foram presos.
O crime ocorreu na noite da última sexta-feira (18), no Bairro Alto do São Francisco, na rua onde o casal morava. O professor foi morto na frente da mulher e também filha, de apenas quatro anos de idade.
Segundo o delegado Marcos Aurélio, responsável pelas investigações do caso, a mulher de 20 anos é suspeita de ter contratado os homens para assassinarem seu marido. A jovem, inclusive, enviou fotos da vítima, da rua e da casa para os suspeitos.
"Ela arquitetou, pagou e programou os pistoleiros para matar o professor, que era esposo dela. Eles saíram para uma pastelaria e na volta entraram em casa. Depois ela avisou que iria sair de novo com ele. Quando o casal com a filha, o professor foi abordado numa simulação de assalto e acabou sendo baleado", informou o investigador.
Pagamento
O delegado Marcos Aurélio acrescentou que a jovem pagou R$ 1,6 mil para os criminosos simulares um assalto e cometerem o crime. Parte do dinheiro foi retirado da bolsa da vítima.
"Ela tinha mil reais, que ele tinha dado a ela, mas ainda faltava parte do dinheiro. Ela tirou da bolsa do professor, após ele ser morto, e deu para os criminosos", acrescentou.
No celular de um dos suspeitos, a Polícia Civil localizou audios e mensagens trocadas com a mulher. Os arquivos auxiliaram à polícia a chegar até os criminosos. A mulher e a dupla foram conduzidos à Delegacia de Trairi e depois levados ao presídio. A arma utilizada no crime, um revólver calibre 38, foi apreendida e será periciada.
Outros dois homens que também possuem envolvimento no homicídio estão sendo procurados. Os nomes não foram divulgados para não atrapalhar o curso das investigações.
Comoção
O crime causou comoção na cidade. Após as prisões, diversas pessoas, entre familiares, alunos e amigos, se dirigiram à frente da delegacia para cobrar justiça. A polícia informou que o professor era muito conhecido e querido na região.

Do G1 CE
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.