Sem dinheiro, funcionários da Prefeitura de Caridade não conseguem se aposentar.

Aposentados e pensionistas da Prefeitura Municipal de Caridade, cidade vizinha a Canindé, denunciam irregularidades no Regime de Previdência do Município. A denúncia virou Inquérito Civil Público do Ministério Público do Ceará (MP-CE) em 2015, atráves de portaria de número 001/2015. Mesmo diante de várias denúncias, inclusive pela Câmara Municipal de Caridade, nada foi resolvido ou apurado, segundo funcionários que vamos manter seus nomes em sigilo por temerem retaliações.   
De acordo com a ação do MP, o dinheiro descontado dos servidores era transferido para o Fundo Municipal de Previdência Própria de Caridade, é descontado no contracheque dos servidores o percentual de 11%. Pela estimativa dos servidores, o Fundo deveria ter cerca de 6 milhões de reais, conforme mostra dados de 2015. No entanto, na época da denúncia, havia apenas R$ 204.061,51. Hoje, o déficit é de aproximadamente quase 7 milhões de reais. 
 Segundo ainda informações, aposentados continuam em folha recebendo como se estivessem em pleno exercício de suas funções como servidor. A ausência do dinheiro descontado não permite que os funcionários se aposentem e passem a receber seus benefícios com recursos do Fundo de Previdência Municipal.
Nós tentamos contato com a prefeitura de Caridade, mas sem sucesso. Os telefones obtidos pela nossa redação não funcionam ou não existem.

Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.