CANINDÉ: Policiais se reúnem e fazem doação de mil reais a homem que passava fome

CANINDÉ. Policiais do 4º Batalhão de Policiamento Militar (BPM) deste Município do Sertão Central foram autores de um ato simbólico: eles fizeram uma doação de R$ 1 mil a um homem de 52 anos que relatou em um vídeo passarem fome, junto com os quatro filhos. A doação aconteceu na última quarta-feira (17). A informação foi confirmada pela corporação.
De acordo com o relações públicas do 4º BPM, major Walber Ferreira, a iniciativa partiu dos cerca de 20 homens da Força Tática de Apoio (FTA) de Canindé, que dividiram o valor entre si. A doação foi entregue pessoalmente ao homem do vídeo na tarde de quarta. Segundo major Walber, os policiais tomaram conhecimento do fato pelas redes sociais. “Ao verem o vídeo eles ficaram muito sensibilizados e como a tropa é muito unida surgiu entre eles a proposta de ajudar o homem”, contou. A boa ação foi registrada na página que o Batalhão mantém na internet e repercutiu nas redes sociais. Conforme o major, a postagem já teve quase de 127 mil visualizações.
DIFICULDADES
O homem do vídeo é o funcionário público Luis Garcia, conhecido como Garcia, 52 anos, morador do bairro Santa Clara. Ele conta que trabalha como auxiliar de serviços gerais na Prefeitura de Canindé mas desde 2010 foi acometido por uma série de problemas de saúde. O mais grave deles foi um desvio na medula óssea. “Desde esse dia que eu tive problemas e eu não tenho ninguém. Tenho quatro filhos e minha mulher, que é minhas mãos e minhas pernas”, confessou o homem.
O vídeo foi gravado na última terça-feira (16), na parte de fora da prefeitura. O homem se desesperou após saber que não havia previsão de quando receberia seus proventos. Os filhos também choram com a emoção do pai e em uma das partes mais comoventes da gravação, um deles tenta acalentar o genitor, mesmo não conseguindo conter as lágrimas. “Naquele dia eu não tinha nada pra comer e meus filhos tudo chorando com fome. Eu só tinha água no pote. Bateu um desespero que só Deus sabe como é que eu estava por dentro. Eu tenho quatro filho pequeno”.
Depois do vídeo e da postagem, a situação de Garcia está um pouco melhor. Ele tem uma sonda que precisa trocar a cada 15 dias. O dinheiro que ganhou da doação dos policiais serviu para realizar a troca e comprar alimentos pras crianças. Ele conta que a população também tem começado a doar alimentos e dinheiro. “Pra quem não tinha nada como eu tinha, agora estão em situação muito melhor”. Para os policiais, a atitude mostra um outro lado da Polícia. “Qualquer evento desse que traga o sentimento de solidariedade, nos apoiamos e incentivamos. A PM tem essa parte social”.

Diário do Nordeste
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.