Vírus H1N1 já matou 17 pessoas no Ceará, segundo a Secretaria da Saúde.

O vírus H1N1 provocou 17 mortes no Ceará, até o mês de agosto deste ano. Ao todo, foram confirmados 92 casos da doença no Estado. Os dados são do boletim da Secretaria da Saúde (Sesa), equivalentes à semana epidemiológica 33. Fortaleza, com dois, e Caucaia, com três, são os únicos municípios cearenses com mais de um óbito.
Conforme a Sesa, os seguintes municípios registraram um óbito cada: São Gonçalo do Amarante, Aracati, Quixeramobim, Jaguaretama, Morada Nova, Russas, Pereiro, Sobral, Quixelô, Juazeiro do Norte e Chorozinho.
No Brasil, 1.775 pessoas morreram por causa da H1N1. São Paulo é o estado com o maior número de mortes. O vírus matou 737 pessoas na Capital paulista, segundo o último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde. Em seguida, vêm os estados do Paraná, com 206 óbitos, do Rio Grande do Sul, com 182, de Minas Gerais, com 122, e de Santa Catarina, com 100.
VACINAÇÃO
Em abril deste ano, o Ceará conseguiu bater a meta de vacinação contra o vírus H1N1. O objetivo estipulado pelo Ministério da Saúde para a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza era atingir 80% da cobertura vacinal para o público prioritário.

Redação O POVO Online
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.