Balanço parcial mostra que somente em agosto 293 pessoas foram assassinadas no Ceará.

O mês de agosto de 2016  terminou com números negativos e expressivos na área da  Segurança Pública do Ceará. O balanço parcial aponta que, pelo menos, 293 assassinatos foram registrados no Estado. Pelo terceiro mês consecutivo, a Capital cearense concentrou a maior taxa de homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte. Em 31 dias, 104 pessoas foram mortas nas ruas de Fortaleza.
Já na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), 56 pessoas acabaram assassinadas no mês passado, com crimes distribuídos da seguinte forma por Município: Caucaia (18 homicídios), Maracanaú (17), Eusébio (5), Itaitinga (4), Aquiraz (3), Horizonte (2), Cascavel (2), Pacajus (2), Pacatuba (2) e Guaiúba (1).
Somente nos últimos quatro dias do mês – entre domingo passado e a quarta-feira (28 a 31), foram registrados 39 homicídios em todo o estado, o que faz as estatísticas voltarem ao patamar de uma média de 10 homicídios/dia no Ceará, números do começo de 2015.
SERTÃO SANGRENTO
O balanço parcial indica também que, enquanto no Interior Norte os assassinatos estão em queda, no Interior Sul eles estão em pleno avanço. Em 31 dias de agosto, foram 40 assassinatos no Interior Norte. Já no Interior Sul foram 93, com destaque para a violência nas regiões do Cariri, Vale do Jaguaribe e Sertão Central.
Outro detalhe importante no balanço parcial é a quantidade de casos de assassinatos múltiplos, isto é, com mais de uma vítima. Foram registrados em agosto em todo o Estado, 11 casos de duplos homicídios e um triplo.
LATROCÍNIOS
Oito casos de latrocínios (roubos seguidos de morte) também foram registrados no Ceará em agosto. Entre as vítimas deles, três agentes da Segurança Pública, sendo dois policiais militares e um agente penitenciário.
O agente penitenciário Josileudo Leite da Silva foi morto, a tiros, ao tentar impedir uma “chegadinha” bancária em pleno Centro de Fortaleza, no dia 2 de agosto.
O 1º sargento PM Francisco Ednardo Menezes de Sousa foi baleado e morto por assaltantes na porta de sua casa, no bairro Maraponga, no dia 4.
O soldado PM Samuel David Nogueira Morais foi assassinado durante um assalto no bairro Parangaba, na manhã do dia 12.
Já um policial civil foi executado em circunstâncias que ainda estão sendo investigadas. O crime ocorreu no Município de Senador Pompeu, no Sertão Central (a 273Km de Fortaleza) e teve como vítima o inspetor José Cláudio Nogueira, que era candidato a vereador em Quixeramobim. Há suspeitas de uma pistolagem motivada por vingança.

Por FERNANDO RIBEIRO
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.