Bancários fazem greve nacional a partir desta terça-feira (06).

Os bancários entram em greve a partir desta terça-feira (06/09) no país. A categoria reivindica reajuste salarial de 5% além de reposição da inflação no período (9,57%).
Os bancos oferecem reajuste de 6,5% sobre o salário e benefícios -como vale-alimentação e auxílio-creche-, além de abono no valor de R$ 3.000.
De acordo com a Contraf (confederação que representa trabalhadores do ramo financeiro), a paralisação foi aprovada em assembleias de cerca de 140 sindicatos e federações pelo país realizadas na última semana.
A última greve nacional dos bancários aconteceu em outubro de 2015 e durou 21 dias. A categoria conseguiu um reajuste de 10%, com aumento real de 0,11%.
Além do reajuste, outro tema da pauta de reivindicações é a regulamentação do atendimento remoto.
De acordo com a Contraf, a digitalização dos serviços bancários vem acentuando a tendência de cortes de pessoal no mercado. Atualmente, o setor emprega 512 mil funcionários em todo o Brasil, segundo a entidade.
Clientes que precisarem de serviços durante a paralisação deverão utilizar caixas eletrônicos ou ligar para as centrais de atendimento dos bancos. É possível consultar saldo ou fazer transferência via telefone, por exemplo.
Essas e outras funções também estão disponíveis nos sites dos bancos ou por meio de aplicativos para tablets e smartphones. Pagamentos de contas e saques também podem ser feitos em lotéricas.

Com informações da Folha de São Paulo.
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.