Desmonte: prefeitura de Uruburetama promove demissão em massa de funcionários.

Após o pleito municipal, foram registrados casos de funcionários públicos não efetivos, principalmente das áreas de saúde e educação, dispensados de seus cargos. As informações chegam através de denúncias realizadas pelos servidores e servidoras que foram surpreendidos com a dispensa.
 Uma conduta é proibida pela legislação e classificada como abuso de poder. Uma prática muito comum durante o período eleitoral em municípios nos quais o prefeito não foi reeleito ou não conseguiu eleger o sucessor. Outro agravante, foi a exoneração de servidores municipais que estão em negociação com a administração pública, através do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), para a realização do pagamento dos salários atrasados em agosto.
 Muitos procuraram o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Itapipoca, Tururu e Uruburetama (Sindsep) para denunciar as demissões e solicitar assessoria jurídica da entidade. A presidente do Sindsep, Quitéria Freire, acredita que as demissões pode sem uma retaliação ao resultado das eleições municipais.
"As demissões prejudicaram a vida dos servidores municipais, pois, muitos foram demitidos sem justificativa. Isso é um desrespeito e uma falta de responsabilidade com a categoria e o funcionamento da máquina pública", ressalta a presidenta. O Sindicato entrará com processo judicial para garantir os diretos dos trabalhadores.

Fonte: Sindsep Itapipoca, Tururu e Uruburetama
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.