Acidente grave entre caminhão e carro deixa três universitários mortos na BR-020.

Um grave acidente envolvendo um caminhão e um carro de passeio deixou três estudantes universitários mortos e dois feridos, na tarde de ontem, em um trecho da BR-020, no município de Caucaia, na altura da localidade do Carrapicho. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a colisão transversal aconteceu por volta de 14h30, no Km-403 da rodovia.
O acidente ocorreu próximo ao Aterro Sanitário de Caucaia, onde outras colisões já aforam registradas. O automóvel, um Chevrolet Ágile de cor preta, inscrito com as placas OHZ-7615, estava com cinco passageiros e teve a lateral completamente destruída, enquanto o caminhão Volkswagen, de cor branca, placas JJB-7878, sofreu apenas danos no para-choque.
Dos cinco ocupantes do veículo de passeio, três morreram no local. As duas passageiras Nayr Samara Silva, 18; Gabriela Maria Carvalho Monte, 23; e o condutor Giovani Colao, 23, são os jovens que perderam a vida no sinistro. Pedro Iori, 20, que também estava no Ágile, sofreu lesões muito graves e foi socorrido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A unidade de saúde para onde ele foi levado não foi divulgada pelas autoridades.
A outra pessoa que estava no veículo era uma mulher, que não foi identificada pela Polícia até o momento, mas sofreu lesões leves e estava consciente. Ela também foi socorrida pelo Samu e encaminhada ao hospital.
O agente da PRF Érico Rocha disse que, provavelmente, o acidente tenha ocorrido por uma falta de atenção do condutor do carro de passeio. "Ele achou que dava tempo, ainda tentou frear para evitar a colisão. Dá para ver as marcas de frenagem na pista, mas não houve tempo, nem espaço para isso", afirmou.
Segundo o policial, os universitários iam para uma visita técnica no Aterro Sanitário e quando fizeram um retorno para ir em direção à localidade do Carrapicho, o carro em que estavam foi colhido pelo caminhão que vinha no sentido Interior/Capital. Um comboio com quatro carros seguia para o local, quando ouve a colisão. "Os dois primeiros conseguiram passar. Esse veículo que foi atingido era o terceiro. Ainda havia um quarto atrás dele". O condutor do caminhão ficou no local e prestou esclarecimentos à Polícia sobre o que aconteceu. Segundo Érico Rocha, o motorista e um dos passageiros do Ágile ficaram presos às ferragens. "Ajudamos a socorrer os passageiros e tentamos desencarcerar os que tinham sinais vitais. O condutor ainda tinha sinais de vida quando chegamos", declarou o agente.
HISTÓRICO
Em entrevista à TV Diário, o policial rodoviário federal confirmou que o trecho em que se deu o acidente que matou os três universitários tem um histórico de ocorrências. No entanto, é sinalizado. "É uma rotatória e o trecho está sinalizado, mas muitas vezes as pessoas se precipitam ao cruzar a rodovia", disse Rocha.

A Polícia informou que o trânsito no local não foi bloqueado. Agentes da PRF auxiliaram para que o fluxo fosse mais célere e a passagem de veículos não chegasse a ser paralisada.
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.