Hoje, segunda-feira, 14 de novembro, é dia Nacional da Alfabetização.

Neste, 14 de novembro estamos no 319º trecentésimo décimo nono dia do ano. Temos pela frente 47 dias para concluir o ano 2016.


O Dia Nacional da Alfabetização é celebrado no dia 14 de novembro e, no dia 8 de setembro, é comemorado o Dia Internacional da Alfabetização.
A primeira data foi instituída em 1966 pelo Ministério da Educação e Cultura, com o propósito de esclarecer a população acerca da relevância da introdução de melhores meios de ensino e aprendizagem nas escolas brasileiras, e a segunda foi estabelecido pela ONU ? Organização das Nações Unidas, possuindo a mesma missão, ou seja, insentivar o processo de alfabetização nos países membros.
O Dia Internacional da Alfabetização teve iniciativa da Unesco ? Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, em 1967, alertando principalmente para o fato de que o processo de aprendizagem é um dos principais fatores responsáveis pelo desenvolvimento de qualquer país.
Um país com população alfabetizada sempre apresenta bons índices de desenvolvimento humano, já que, obtendo conhecimento, as pessoas encontram melhores condições de se desenvolver profissionalmente, o que, em contrapartida, gera melhor remuneração, trazendo condições de melhoria de qualidade de vida.
A alfabetização, em si mesma, pode trazer grandes alterações nos rumos de um país e, com o foco nesse objetivo, diversos deles têm como compromisso fundamental combater o analfabetismo, num esforço que já é notado. Segundo dados da própria ONU, cerca de 84% da população mundial pode ser considerada alfabetizada.

A IMPORTÂNCIA DA ALFABETIZAÇÃO NO MUNDO
A alfabetização traz consequências diretas na vida das pessoas, tornando a sociedade melhor e mais organizada. O fato de saber ler e escrever é a base para gerar maior autoestima, qualidade de vida e melhoria das condições gerais da população de um país.
O conhecimento deve ser democratizado, chegando ao maior número de pessoas, sem haver questionamentos sobre regiões geográficas ou conjuntos sociais. Mesmo com o incentivo da ONU, sabemos haver perto de 800 milhões de adultos analfabetos no mundo, com pelo menos 250 milhões de crianças consideradas analfabetas funcionais.
O analfabetismo funcional é outra questão importante, uma vez que as crianças podem passar pela escola, mas não conseguem assimilar aquilo que aprendem e esses números comprovam que o desafio da alfabetização ainda é muito sério para grande parte dos países.

A alfabetização deve ser vista como peça primordial para a redução das injustiças sociais, uma vez que as pessoas passam a entender melhor a própria situação, encontrando meios para melhorar o padrão de vida.
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.