Mês de outubro terminou com o registro de 286 pessoas assassinadas no Ceará, entre elas, 22 mulheres e um PM.

Outubro de 2016 terminou com o registro de 286 assassinatos no Ceará, entre homicídios, latrocínios (roubos seguidos de morte) e lesões corporais seguidas de óbitos. A Capital cearense foi a que apresentou a maior taxa de  assassinatos no mês entres as quatro áreas do Estado, com 78 casos, seguida da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), com 77 casos. Já o Interior Sul teve o registro de 76 homicídios,  e o Interior Norte outros 55 casos.
No mês de setembro, segundo dado da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS), ocorreram 222 assassinatos no Estado, sem contar quatro homicídios em presídios e seis mortes de pessoas por intervenção policial.
Os números mostram que entre setembro e outubro houve um aumento da ordem de 28,8 por cento nas taxas de assassinatos no Ceará. E a Capital tem apresentado nos últimos dois meses um crescente na estatística dos homicídios, em decorrência do fim do pacto de paz que havia sido firmado entre facções criminosas que dominam o tráfico de drogas em diversos bairros da cidade. O mesmo acontece em relação à Região Metropolitana de Fortaleza.

NÚMEROS  DE OUTUBRO:

- Homicídios/Capital ...... 78

- Homicídios/RMF .......... 77

- Homicídios/Interior Norte ...... 55

- Homicídios/Interior Sul ........... 76

TOTAL = 286

NÚMEROS DETALHADOS DA ESTATÍSTICA:

- Latrocínios  (6)

- Mulheres assassinadas (22)

- Adolescentes assassinados (26)

- Policiais assassinados (1)

- Pessoas mortas em confronto com a Polícia (7)

- Detentos mortos em unidades prisionais (5)

- Pessoas assassinadas no Território da Paz* (10)

(*) Compreende os bairros Bom Jardim, Siqueira, Granja Lisboa, Canindezinho e Granja Portugal, localizados na Área Integrada de Segurança Dois (AIS-2)

REGISTROS DE HOMICÍDIOS MÚLTIPLOS:

- Duplo homicídio (11 casos)

- Triplo homicídio (2 casos)

- Quádruplo homicídio (1 caso)


Por FERNANDO RIBEIRO
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.