TÍTULOS CANCELADOS. Chefe do cartório fala sobre como proceder para regularizar a situação perante a justiça eleitoral.

O Programa Informativo do Meio dia esteve na manhã desta segunda-feira 07 no cartório eleitoral de Itapajé, que corresponde a 41ª Zona, abrangendo os municípios de Itapajé, Irauçuba e Tejuçuoca.
O Primeiro assunto abordado diz respeito à situação das pessoas que não con seguiram realizar a Biometria dentro do período que foi estabelecido pelo TRE. A consequência da não realização da Biometria foi o cancelamento do título de eleitor que consequentemente impediu tais eleitores de votar nas eleições municipais de 2016.
Para quem não fez a biometria, a partir de 20 de novembro já poderá está indo ao cartório eleitoral para regulamentar a situação.
Os procedimentos são os mesmos adotados na época do cadastramento biométrico. Independente da operação que o eleitor queira realizar, é preciso realizar um agendamento prévio através do site do TRE ou ligando para o Nº 148.
Documentação necessária: documento de identificação com foto, comprovante de endereço em nome próprio ou dos pais. Em se tratando de transferência o comprovante de endereço deve ser de no mínimo 03 meses atrás. Para qualquer outro procedimento o comprovante deve ser de mínimo um ano.
Os idosos que fazem parte de um grupo de eleitores cujo voto é facultativo também precisam comparecer ao cartório eleitoral para se regularizarem. Apesar desta classe não ter obrigação de votar, a situação eleitoral dos mesmos precisa está regularizada.
Independente de idade a partir dos 18 anos o recadastramento biométrico é obrigatório. Para o eleitor que tem entre 16 e 17 anos tanto o voto quanto o recadastramento é facultativo.

Os eleitores que não votaram independente da motivação, além do cancelamento do título pagarão multa de R$ 3,51 por eleição que não votou.
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.