EDITORIAL! A reforma previdenciária mexe com quem está no mercado do trabalho, deixa dúvidas para quem caminha para aposentadoria e desperta preocupação para os brasileiros.

Os brasileiros acompanham o noticiário sobre a reforma da Previdência Social com muito medo de perder conquistas e receio sobre o futuro. As medidas são duras. São defendidas como necessárias pelo Governo Federal, mas representam um verdadeiro golpe contra o sonho dos trabalhadores. A reforma previdenciária mexe com quem está no mercado do trabalho, deixa dúvidas para quem caminha para aposentadoria e desperta preocupação para os brasileiros que começam a colocar o pé no mercado do trabalho. As mudanças nas regras da Previdência Social castigam os segurados, mostram – mais uma vez, que a conta sobra sempre para os mais pobres e para quem enfrenta sacrifício. A reforma previdenciária é injusta e, por essa razão, as centrais sindicais se mobilizam para pressionar os deputados federais e senadores a não aprovarem a proposta do Governo Federal. As mudanças na previdência social começam a tramitar na Câmara Federal em meio a um dos momentos mais difíceis da política brasileira. Uma pesquisa do Instituto Datafolha, divulgada, nesta terça-feira, revela que seis em cada 10 brasileiros são contra a aprovação do teto dos gastos. A mesma pesquisa faz outra revelação preocupante para a classe política: 58% dos entrevistados rejeitam a atuação dos atuais deputados federais e senadores. 
Fonte: Alerta Geral
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.