Governo estuda flexibilizar a jornada de trabalho.

Segundo reportagem do jornal 'O Globo', a mudança mira os setores de comércio e serviços. A ideia é criar por medida provisória a contratação por hora trabalhada, com jornada móvel. Neste caso, o empregador pode acionar o funcionário a qualquer momento e dia da semana, sem ter de cumprir o horário comercial – das 8h às 12h e das 14h às 18h.
O trabalhador, por sua vez, poderá dar um expediente flexível e ter mais de um patrão, com direitos trabalhistas assegurados, de forma proporcional. O governo também vai aumentar o prazo do contrato de trabalho temporário, de 90 dias para 180 dias, podendo ser prorrogado por mais 45 dias. 
Fonte: cbn.globoradio.globo.com
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.