No Ceará, paciente recebe órgão transportado pela FAB

Doador de Maceió teve fígado transportado para Fortaleza para cirurgia.
Paciente de Boa Vista estava na fila de espera desde outubro em Fortaleza.


Primeiro órgão transportado pela FAB aconteceu em junho de 2016. (Foto: Halisson Ferreira/TV Verdes Mares)

Uma paciente que se encontrava em estado crítico recebeu nesta quarta-feira (4) um transplante de fígado de um doador da cidade de  Maceió, em Alagoas. Conforme Huygens Garcia, chefe do setor de transplante do Hospital Universitário Walter Cantídio, o procedimento só foi possível após decreto presidencial que disponibilizou uma aeronave da Força Aérea para o serviço.

O órgão, ainda segundo o médico, era de um jovem de 17 anos que morreu após uma hemorragia cerebral ocasionada por um aneurisma. Após autorização da família e por não haver transplante de fígado em Maceió, o Sistema Nacional de Transplantes, do Ministério da Saúde, abriu o ranking de registros mais graves e identificou a paciente internada no Ceará. No entanto, um voo comercial poderia inviabilizar o procedimento. "Se fosse necessário esperar por um voo comercial, o transporte seria prejudicado e o transplante não seria possível", relata Huygens Garcia.

O médico terminou o procedimento na paciente de 40 anos por volta das 21 horas. Ela é de Boa Vista, Roraima, e estava internada desde de outubro de 2016 no hospital aguardando um transplante.

"Antes esses aviões só transportavam políticos e muitos ficavam parados lá em Brasília. Agora eles vão salvar vidas, como nesse caso de hoje em Fortaleza, uma vida salva", afirma o médico Huygens Garcia.

Decreto presidencial

No mesmo mês o Ceará recebeu o primeiro órgão transportado pela FAB.
Fonte: G1 Ceará
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.