Aquário e tatuzões: Domingos bate no Governo e denuncia desperdício de R$ 228 milhões

O deputado federal Domingos Neto (PSD) partiu para o ataque ao  modelo de Governo de Camilo Santana (PT) e do ex-governador Cid Gomes (PDT) ao atacar as obras paradas iniciadas na gestão passada e inacabadas na atual administração.

Domingos, na propaganda do PSD no rádio e na televisão, veiculada, nessa terça-feira, adota um tom incisivo de oposição e denuncia o abandono de obras como o Aquário da Praia de Iracema e a compra dos tatuzões – equipamentos adquiridos para escavação de túneis das estações do metrô de Fortaleza.

Segundo ele, R$ 140 milhões foram enterrados no Aquário, enquanto, na compra dos tatuzões, R$ 128 milhões. O dinheiro, conforme enfatizou, daria para construir 5.000 poços profundos. Diante desse quadro, Domingos afirma que esse é o governo da omissão e do desperdício.

Ao falar sobre o descaso com o dinheiro dessas obras que poderia ser usado para perfuração de poços profundos destinados ao abastecimento de água nas regiões  mais castigadas pela seca no Interior do Ceará, o deputado Domingos Neto, herdeiro político do presidente do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), Domingos Filho, não poupa o Governo de Camilo Santana de quem foi aliado até o mês de novembro do ano passado.

Domingos – pai e filho, romperam com os irmãos Cid e Ciro Gomes e com Camilo Santana após oficializarem apoio a candidatura dissidente do deputado Sérgio Aguiar (PDT) a presidente da Assembleia Legislativa. Domingos se aliou ao PMDB do senador Eunício Oliveira, mas perdeu a eleição para o presidente reeleito José Albuquerque (PDT).


O rompimento abriu caminhos para redesenho do cenário partidário com vistas às eleições de 2018. O PSD e o PMB saíram da base de apoio ao Governo Camilo Santana e, hoje, formam, com o PSDB, PMDB e PR, um bloco de oposição na Assembleia Legislativa. Fonte Ceará Agora
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.