Marisa Letícia teve morte cerebral; Lula autoriza doação de órgãos

A informação foi dada pelo ex-presidente Lula da Silva, que publicou em sua página do Facebook que "autorizou os procedimentos preparativos para a doação dos órgãos"

A ex-primeira-dama Marisa Letícia teve morte cerebral na noite desta quarta-feira, 1°, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, aos 66 anos. Em publicação na sua página do Facebook,o ex-presidente Lula informou que "autorizou os procedimentos preparativos para a doação dos órgãos".

A esposa do ex-presidente Lula estava internada desde o dia 24 deste mês, depois de ter sofrido um AVC provocado pelo rompimento de um aneurisma. Já na madrugada desta quinta, o médico Roberto Kalil Filho havia informado que o quadro dela era “irreversível”.

Durante todo o tratamento da esposa, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva esteve presente no hospital.

Marisa Letícia foi acompanhada durante todo período em que foi hospitalizada pelas equipes coordenadas pelos médicos Roberto Kalil Filho, Milberto Scaff, Marcos Stávale e José Guilherme Caldas.

Perfil

Marisa Letícia Rocco Casa nasceu em 7 de abril de 1950, no município de São Bernado do Campo, no estado de São Paulo. Em 1973, conheceu no Sindicato dos Metalúrgicos, em São Paulo, o seu companheiro, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. Os dois se casaram sete meses depois. O relacionamento de mais de trinta anos gerou três filhos: Fábio, Sandro e Luís Cláudio.

Ao casar-se com o ex-presidente, seu nome passou a ser Marisa Letícia Casa da Silva. Quando Lula incorporou seu apelido no nome, Marisa mudou novamente de nome, passando a chamar-se Marisa Letícia Lula da Silva.

Marisa Letícia Lula da Silva foi primeira-dama do Brasil entre 1° de janeiro de 2003 e 1° de janeiro de 2011, período em que seu marido exercia o cargo de presidente da República.

Em 1980, quando Lula e diversos sindicalistas estavam presos devido às greves, liderou a Passeata das Mulheres, em protesto pela liberdade dos sindicalistas. Fonte o povo online

Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.