FUNCEME: chuvas permanecem escassas em alguns municípios cearenses.

Iguatu. As chuvas permanecem reduzidas no Interior cearense. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou entre as 7h de segunda-feira e 7h de ontem, precipitações em 31 municípios. A maioria concentrou-se na Chapada da Ibiapaba (Serra Grande). As cinco maiores chuvas foram observadas em Guaraciaba do Norte (61mm), Pires Ferreira (47.2mm), Senador Sá (36mm), Ibiapina (35mm) e Ipu (29mm).
Para hoje, a Funceme prevê tempo com nebulosidade variável e possibilidade de chuva na faixa litorânea e na Serra da Ibiapaba. Nas demais áreas, céu entre parcialmente nublado e claro. A previsão do tempo para quinta-feira é de nebulosidade variável, com possibilidade de chuva em todas as regiões do Estado.
A Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que é o principal sistema indutor de chuvas no Estado durante a quadra de fevereiro a maio, permanece afastada da costa cearense. Em vários municípios há registro de veranicos, ausência de chuva superior a dez dias.
A tendência é de redução da pluviometria, porquanto maio que se aproxima é o último mês da quadra e historicamente tem baixo índice de chuva. Até ontem, a Funceme registrava um déficit de 41.5% neste mês de abril que tem média histórica de 188mm. Para maio, a média é de 90.6mm.
A irregularidade das chuvas está contribuindo para afetar o cultivo de sequeiro (milho e feijão) no campo.
Havia uma expectativa de que, neste ano, no Ceará, depois de períodos seguidos de estiagem e perda do plantio, houvesse uma boa colheita dos grãos, mas a ocorrência do veranico a partir da segunda quinzena deste mês pode frustrar a safra.
"O inverno cortou e já existe milho se perdendo nas roças, aqueles cultivados mais tarde, em março", disse o diretor do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Iguatu, Sebastião Alves.
RESERVATÓRIOS
O Portal Hidrológico da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) registrou, ontem, aporte de 8,9 milhões de metros cúbicos em 56 açudes. No Ceará, 11 açudes estão sangrando, 40 permanecem em volume morte e 17 estão secos. Em média, o Ceará acumula, nos 153 reservatórios monitorados pelo órgão, 12,5% de sua capacidade total.
Distribuição
31 Municípios tiveram chuvas, a maioria na Chapada da Ibiapaba. As três maiores foram em Guaraciaba do Norte (61mm), Pires Ferreira (47.2) e Senador Sá.
Fonte: http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/regional/chuvas-permanecem-escassas-1.1743519


Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.