Ana Amélia criticou o acordo de delação que prevê imunidade para o dono da JBS

A senadora Ana Amélia (-RS) criticou o acordo de delação que prevê imunidade para o dono da JBS, Joesley Batista, e a garantia de que ele não seria denunciado pelos delitos investigados.
Ana Amélia disse ainda que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), precisa responder sobre operações que beneficiaram o empresário por ele ter informações privilegiadas em relação às ações do grupo JBS na Bolsa de Valores e sobre as flutuações no valor do dólar americano no mercado financeiro em razão da publicação de suas deleções.
Ana Amélia defendeu a igualdade de tratamento para delatores e para parlamentares envolvidos nas delações, dizendo que enquanto uns ficam soltos, outros "ficam mofando nas cadeias".
- Eu penso que nós temos que usar a mesma régua, o mesmo valor e a mesma coerência ao tratar desses temas que estão perturbando país. Nós não podemos usar duas réguas e dois pesos para o mesmo caso - disse a senadora, lamentando que que membros do Senado estejam novamente envolvidos em processos.

Fonte: Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.