Policiais e bombeiros militares recebem Promoção Requerida no Ceará.

Quinta - feira dia 15.06.2017
Com 35 anos de serviço militar, o tenente-coronel José de Melo se preparou nos últimos dias para entrar na reserva do Corpo de Bombeiros do Estado guardando uma certeza: a de que seria promovido para o cargo de coronel. Esse reconhecimento com ascensão final na carreira veio para ele e mais 624 profissionais, entre bombeiros e policiais militares, nesta quarta-feira (14). Em cerimônia realizada no Centro de Eventos do Ceará, o Governo do Ceará oficializou a Promoção Requerida de PMs e BMs com no mínimo três décadas de serviços prestados à segurança pública.

"Estou vivendo um momento de muita alegria com minha família. Chego ao último posto do oficialato na minha instituição. Anos atrás, quando passei dos 30 de corporação, quase iria à reserva como tenente-coronel por um processo chamado compulsória. Mas tive a sorte de poder pegar essa mudança na lei, que modificou o panorama e hoje dá chance de muitos serem promovidos", testemunhou o agora coronel Melo. Os 625 profissionais (573 PMs e 52 BMs) promovidos na solenidade foram beneficiados pela nova legislação proporcionada pela Lei nº 15.797, aprovada em 2015, através da qual militares que completam 30 anos de carreira e entram para a reserva com um posto acima do que ocupavam.

Ao cumprimentar e parabenizar os bombeiros e policiais militares pelos vários anos de serviços prestados à sociedade cearense, Camilo Santana destacou que a aplicação da lei das promoções é a conquista de uma luta de décadas na segurança pública do Estado. Quanto à modalidade de Promoção Requerida, o governador destacou que ascender estes profissionais no fim das carreiras é "mais do que justo pela dedicação de tanto tempo". "Essa era uma lei muito sonhada pela corporação, por dar segurança a esses profissionais. Os policiais e bombeiros que entram agora já sabem a data e o ano que vão ser promovidos. Antigamente passavam 15, 20 anos para alcançar uma promoção. Fizemos toda uma compensação histórica. Um dos pontos que ela incluiu foi a requerida, pois antes de alguém sair da corporação vai ter como garantia a sua promoção. Então esses profissionais estão reunidos hoje aqui para receber esse reconhecimento", completou.
Acompanharam a solenidade no Centro de Eventos: o secretário da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa, o secretário da Casa Civil, Nelson Martins, os deputados estaduais Evandro Leitão, Tin Gomes, David Duran, Walter Cavalcante, Jeová Mota, Bethrose, Antônio Granja e Nizo Costa, o comandante geral da Polícia Militar do Ceará, coronel Ronaldo Viana, o comandante geral do Corpo de Bombeiros do Ceará, coronel Heraldo Maia Pacheco, o delegado geral da Polícia Civil, Everardo Lima, o perito geral da Perícia Forense, Ricardo Macedo, o diretor geral da Academia Estadual de Segurança Pública, Coronel Juarez Nunes, dentre lideranças políticas de municípios cearenses.  

Dos 573 policiais militares promovidos, 16 ascenderam de tenente-coronel para coronel, um de capitão a major, um de 1º tenente para capitão, 11 de 2º tenente a 1º tenente, e 544 de subtenente a 2º tenente. No Corpo de Bombeiros, as 52 promoções são divididas nas categorias de tenente coronel a coronel (4), capitão a major (2), 2º tenente a 1ºtenente (4) e subtenente a 2º tenente (42).

Mais promoções

Desde que foi aprovada, em 2015, a Lei nº 15.797 tem garantido a milhares de profissionais da Segurança no Ceará o sonho de subir de patente sem tempo indeterminado a aguardar. O Governo do Ceará promoveu mais de 11 mil profissionais em 2015 e 2016, no maior reconhecimento da história das corporações. Antes da nova legislação, a última grande promoção foi em 2006, com 1.679 beneficiados, e apenas 29 pessoas seriam promovidas em 2015 sem a existência da lei.

Titular da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa ressaltou o fator de motivação gerado pela lei para novas gerações de PMs e BMs. "Todos estamos vendo um ato que representa mais uma conquista para a categoria com a lei das promoções. É momento de consagrar a carreira de todos esses profissionais".

Hora de descanso
Para muitos dos 600 profissionais, a hora é de repouso e de desfrutar da reserva junto com a família. Caso este do tenente Itamar, da Polícia Militar, que esteve na solenidade acompanhado da esposa e de irmãos. "Deus me deu muitos livramentos para estar aqui, compartilhando essa alegria depois de 30 anos servindo com muito orgulho a Polícia Militar no Estado do Ceará. Agora vou poder descansar e curtir diariamente minha família", contou.

Há vinte anos, a costureira Aurília Santos, 40, é casada com o agora tenente Marcondes Santos. Acompanhou toda a carreira do marido dentro da corporação. Hoje espera que os dois possam passar mais tempos juntos e aproveitar o descanso merecido após tanto tempo de serviço. "Ele está muito feliz, pois nunca achou que ia sair agora. Acompanhei toda a trajetória, e é alguém que merece muito esse momento".


 Fonte: Blog do Amaury Alencar
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.