Análise sobre revisão de acordo com a JBS desgasta o instrumento de delação premiada


O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, tomou uma decisão correta. Teve um gesto de grandeza e de inteligência política ao não ficar prisioneiro de um eventual erro. Admitiu que pode ter sido enganado por delatores. A PGR não poderia jogar um problema desse tamanho para debaixo do tapete.
Fonte: CBN
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.