Empresa envolvida em fraudes em Pacajus tem contratos milionários em Quixadá

prefeito de Quixadá, Ilário Marques (PT), tem muito o que explicar ao Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE). Assim como o prefeito de Pacajus, Flanky Chaves (PP), afastado na semana passada por 180 dias pela Justiça, Ilário também decretou estado de emergência financeira no município e contratou a RPC Construções e Locuções sem licitação. A empresa, segundo o MPCE, está envolvida nas irregularidades que levaram ao afastamento de Flanky e recebeu R$ 1,5 milhão na gestão do pepista.
Em Quixadá, a empresa foi uma das mais beneficiadas pela gestão de Ilário Marques e já embolsou R$ 4,3 milhões em dois contratos para atuar na limpeza urbana do município. No primeiro, fechado sem licitação, a RPC Construções recebeu R$ 800 mil por três meses de serviço na limpeza urbana. Em julho, em novo contrato com a Secretaria de Desenvolvimento Rbano e Meio Ambiente (Seduma) por concorrência pública, a mesma empresa foi vencedora e ganhou mais de R$ 3,5 milhões para prestar o mesmo serviço.
Com informações do Monólitos Post
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.