Ceará entre os Estados com as contas em melhor situação.

Levantamento da Federação das Indústrias do Rio (Firjan), publicado na edição deste domingo (15) do Estado de S. Paulo, mostra que Ceará e Espírito Santo estão entre os cinco Estados que fecharam o ano passado com as contas em melhor situação.

Entre outros itens, são considerados gastos com pessoal, endividamento e investimento ante a receita corrente. Em 2016, o Ceará comprometeu 49,3% de sua receita com o pessoal. No Rio Grande do Sul e em Minas Gerais e no Rio, esse porcentual variou entre 71,9% e 78%. A média de investimentos públicos feitos pelos Estados foi de 5,7%. No Ceará, 11,1%

Segundo o governador Camilo Santana, o Estado dá incentivos tributários, como redução de ICMS, de 1% a 75%. “O governo cede um terreno, constrói um galpão. Conseguimos contratos na siderúrgia a um hub da KLM e Air France”, ressaltou Camilo.

Ceará e Espírito Santo publicaram recentemente anúncios em veículos nacionais, mirando investidores de outras regiões do País. Neles, os Estados ressaltam que são sustentáveis e seguros para investir.
Fonte: Flavio Pinto
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.