Homem é acusado de furto e torturado por seguranças

Um homem identificado como Luís Augusto Simplício, de 56 anos de idade, entrou em um supermercado para comprar fraldas para sua neta, mas quando ele deixava o estabelecimento comercial, foi acusado pelos seguranças de ter furtado algum produto do supermercado.

De acordo com informações de familiares, os seguranças começaram a agredir e o arrastaram para um local que fica no estoque do comércio.
Uma sobrinha da vítima disse que recebeu uma ligação dos seguranças R$ 3 mil reais, senão eles matariam o senhor Luís. Os seguranças levaram o homem em um carro, até a Lagoa da Parangaba, onde ele passou por uma sessão de tortura por parte dos seguranças, com choques elétricos, agressão física e fizeram até roleta russa com o senhor Luís.

Ao saber da presença da imprensa no local, o chefe da segurança ligou para os seguranças que estavam com o senhor Luís e mandou liberar o cidadão.

Após ser liberado, o homem pegou um táxi e foi para a casa de um parente no Centro de Fortaleza.

Segundo informação de populares, não é a primeira vez que os seguranças agridem uma pessoa naquele supermercado, a família informou ainda que vai acionar os seguranças e o supermercado na Justiça.
Fonte: Cnews
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.