Reunião da bancada do PSDB na Câmara termina em bate-boca entre os deputados

O clima esquentou na tarde desta terça-feira, 31, durante reunião da bancada do PSDB na Câmara. Tucanos da ala governista do partido discutiram com o presidente interino do partido, senador Tasso Jereissati (CE), e chegaram a trocar ameaças de agressão com parlamentares do grupo oposicionista.

O encontro, na liderança do PSDB na Câmara, foi marcado pelo líder Ricardo Tripoli (PSDB-SP) para que o publicitário Moriael Paiva, da empresa Ideia Big Data e contratado por Tasso, fizesse uma exposição sobre o plano de reestruturação de comunicação da sigla nas redes sociais.

Os deputados Domingos Sávio (MG) e Paulo Abi Ackel (MG) questionaram a contratação da empresa Ideia Big Data, alegando que a mesma teria, no passado, produzido material contrário a tucanos.

“Coloquei que era um absurdo contratar uma empresa que fez uma campanha com ataques que considero criminosos ao PSDB de Minas”, informou Sávio. Segundo ele, a firma atuou na campanha que elegeu em 2014 o atual governador de Minas, Fernando Pimentel (PT), adversário do PSDB no Estado.

Sávio disse que a empresa tem ligações com a agência de propaganda Pepper, contratada pela campanha eleitoral da ex-presidente Dilma Rousseff em 2014 e que atualmente é investigada pela Operação Acrônimo por suspeita de lavagem de dinheiro.

Os ânimos se exaltaram quando Vecci questionou Tasso se ele era candidato à presidência do PSDB. Tasso se esquivou de responder, alegando não se tratar da pauta da reunião.
Com Informações UOL Notícias
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.