FUNCEME! Fortaleza amanhece com forte chuva; Tururu registra maior volume nas últimas 24 horas.

Até as 8h45min, quatro semáforos apresentaram falhas na capital e agentes da AMC foram acionados para os locais. As chuvas em cidades cearenses, com risco de vendaval, foram alertadas ontem pelo Inpe.

Atualizada às 9h20min
Choveu em 137* municípios cearenses entre as 7 horas dessa quinta-feira, 2, e as 7 horas desta sexta-feira, 3, de acordo com dados da Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme). A maior precipitação foi anotada em Tururu, com 180 mm, seguida dos registros de Beberibe, com 148 mm, e Fortim, com 144 mm.
Em Fortaleza, o acumulado da madrugada foi de 7.4 mm, no posto da Água Fria. A chuva continua durante a manhã e alaga algumas ruas da capital cearense. Até as 8h45min, quatro semáforos apresentaram falhas, de acordo com a Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania de Fortaleza (AMC).

Agentes foram acionados para os pontos em que os semáforos apresentaram falhas, nos cruzamentos: Pedro Primeiro x Av. Imperador; Meton de Alencar x Av. Imperador; Pedro Primeiro x Av. Tristão Gonçalves; e Alberto Nepomuceno x Doutor João Moreira (agentes se deslocando). A autarquia ainda não foi acionada para pontos de alagamentos.

A assessoria de comunicação da Defesa Civil informou que ainda não há registro de risco de desabamentos, nesta manhã. Por enquanto, as equipes atendem duas ocorrências de alagamento de via. O boletim com o registro dos atendimentos será divulgado às 12 horas.

Outras cidades com volumes significativos foram: Cascavel (118 mm), Horizonte (98 mm), Barroquinha (95.2 mm), Aracati (92.8 mm), Ocara (85 mm), Chaval (82 mm), e Quixeré (74 mm). A previsão para esta sexta-feira, 3, é de nebulosidade variável com chuvas em todas as regiões. No sábado, 4, há possibilidade de chuvas isoladas em todas as regiões.

As chuvas no último mês de fevereiro superaram a média histórica em 33.3%, conforme atualização da Funceme nesta quinta-feira. O Ceará teve 158.1 mm de chuva, enquanto no mesmo período do ano passado foi anotado apenas 53.2 mm. Com isso, aumentam as chances para o fim da seca no Ceará, embora a possibilidade de escassez de chuvas nas regiões dos açudes estratégicos ainda preocupe.

A imagem do satélite GOES-13, utilizado pela Funceme, aponta nuvens mais sobre todo o Ceará nesta sexta-feira, 3. A Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), principal sistema meteorológico vinculado à quadra chuvosa no Estado, está agora mais próxima do setor norte do Nordeste. No oceano Atlântico, aparece um Cavado de Altos Níveis (CAN).

Fonte: Dados da Funceme
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.