Prefeito de Uruburetama também assediava sexualmente mulheres de outras cidades

Dr. Hilson é acusado de abuso, estupro e pedofilia. Ele, que é médico ginecologista, "clinicava" em municípios vizinhos

O prefeito de Uruburetama, Dr. Hilson, tem mais um problema para se preocupar. Depois de ser acusado por mulheres de abuso sexual, estupro e pedofilia no Município, vítimas de outras cidade também começaram a botar a boca no trombone.

Dr. Hilson clinicava, entre outros municípios, em Cruz, Amontada, Itarema, Itapajé e Tururu. A forma de assédio às mulheres era o mesmo. Ele era procurado, diagnosticava alguma doença e prescrevia algum tratamento nada convencional. Como quando uma senhora, que sofria de hemorroidas, levou um susto ao sentir que o prefeito de Uruburetama tentava penetrá-la por trás. Ela saiu correndo da consulta.

O médico ginecologista usava consultórios públicos e privados para praticar os crimes. A primeira-dama de Uruburetama, Graça Paiva, sabia das barbaridades e procurava encobri-las, tentando comprar o silêncio das vítimas ou ameaçando-as.

Em tempo
A Globo lançará, em breve, uma série chama Assédio. Ela é baseada em fatos reais — na vida macabra do médico Roger Abdelmassih, que abusava sexualmente as pacientes, após sedá-las.

Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.