Ferroviário sai na frente, mas cede empate e é eliminado da Copa do Brasil

Os torcedores do Ferroviário sabiam que seria preciso um verdadeiro milagre. Por momentos, os corais chegaram a flertar com mais uma virada histórica, que seria outro feito pela Copa do Brasil.

Mas, no fim, o sonho deu lugar à frustração. O Tubarão empatou em 2 a 2 com o Atlético-MG, ontem, no Castelão, e está eliminado.

Mesmo assim, o Ferrão sai da Copa do Brasil pela porta da frente, tendo realizado sua melhor campanha na história da competição, chegando à 4ª fase e faturando R$ 4,3 milhões em cotas, valor que permite ao clube quitar dívidas, investir em estrutura e na formatação de um elenco competitivo para conseguir o acesso na Série D do Brasileiro.

Por ter perdido o jogo de ida por 4 a 0, no estádio Independência, em Belo Horizonte, era preciso vencer por quatro gols de diferença para levar a decisão pros pênaltis ou então triunfar por cinco ou mais gols para conseguir a classificação direta.

A necessidade da vitória por muitos gols explica a postura surpreendente que o Ferroviário teve no início do jogo.

O time da casa foi melhor em campo durante todo o primeiro tempo, criando boas chances de abrir o placar, mas acabou desperdiçando as oportunidades. Mesmo assim, o maior volume de jogo foi convertido em gols ainda na etapa inicial.

Na estreia do técnico Maurílio Silva e com várias caras novas, já formando o elenco para a disputa da 4ª divisão, o Ferroviário teve grande atuação coletiva e individual — sobretudo do estreante Esquerdinha, que fez um gol e deu uma assistência — e abriu 2 a 0 no placar, com gols de Esquerdinha e Mazinho.

O Tubarão da Barra foi pro intervalo precisando de outros dois gols para levar a decisão pros pênaltis. Missão difícil, mas que, pelos feitos já realizados pelo clube da Barra do Ceará nessa mesma competição, não desanimaram os poucos mas barulhentos torcedores presentes no Castelão.

Só que no 2º tempo o Galo, mesmo atuando com time reserva, fez valer sua superioridade técnica e buscou o empate, com gols de Roger Guedes e Gustavo Blanco.

O primeiro gol foi logo aos 5 minutos, em belo chute de Roger de fora da área.
Já o gol de Blanco foi em chute colocado, de dentro da área, em momento em que o Ferroviário já estava muito desgastado fisicamente e sentindo que, naquela altura, era inviável buscar a virada.

Da Copa do Brasil, fica a lição de que o Ferroviário pode buscar novas conquistas ainda em 2018. E terá a chance de iniciar isso já neste fim de semana.

O clube agora foca na estreia da 4ª divisão, que é o principal objetivo do clube no ano. A estreia será já no domingo, 22, às 15 horas, contra o Cordino, no Maranhão. Interporto e 4 de Julho são os outros times que formam o Grupo A4 da competição. (André Almeida)
        
FICHA TÉCNICA

COPA DO BRASIL 2X2

Ferroviário
3-6-1: Léo; André Lima, Erandir e Luís Fernando; Lucas Mendes, Mazinho, Leanderson, Janeudo, Esquerdinha e Sávio (Rafael Guedes); Luís Soares (Valdeci)
Técnico: Maurílio Silva

Atlético-MG
4-3-3: Victor; Samuel Xavier, Bremer, Felipe Santana (Gabriel) e Lucas Cândido; Gustavo Blanco (Yago), Arouca e Tomás Andrade (Luan); Róger Guedes, Erik e Alerrandro
Técnico: Thiago Larghi

GOLS
24min/1T - Lucas Mendes cruza da direita e Esquerdinha cabeceia pro gol.
37min/1T -Mazinho recebe na grande área e desvia de cabeça para as redes.
5min/2T -Róger Guedes chuta colocado de fora da área, sem chances pra Léo
27min/2T - Gustavo Blanco recebe ótimo passe e chuta no cantinho para ampliar.

Data: 18/04/2018
Horário: 21h45min
Local: Castelão
Árbitro: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)
Assistentes: Michael Correia (RJ) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ)
Cartões Amarelos: Lucas Mendes (F), Leanderson (F), Esquerdinha (F), Samuel Xavier (A) e Lucas Cândido (A)
Público: 1.105 pagantes (66 não pagantes)
Renda: R$ 14.356,00
Fonte: Jornal O Povo
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.