Movimento promove seminário sobre prevenção à violência letal no Ceará

Resultado de articulação de integrantes de 14 universidades cearenses, o “2º Seminário do Movimento Cada Vida Importa: a universidade na prevenção e enfrentamento da violência” será realizado nesta sexta-feira (27), das 14h às 17h, no Auditório Rachel de Queiroz, área 2 do Centro de Humanidades da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Com o tema “Impactos das desigualdades sociais e das violações de direitos na produção da violência urbana”, o debate contará com a presença da professora Camila Holanda, da Universidade Estadual do Ceará (Uece); Albaniza Dantas, representante da Rede de Articulação do Jangurussu e Ancuri (Reajan); Graça Reis e Marileide Luz, ambas da Rede de Desenvolvimento Local, Integral e Sustentável do Grande Bom Jardim (Rede DLIS).

Aberto

Podem participar do encontro profissionais e estudantes com ações e reflexões relacionadas a políticas públicas de educação, saúde, cultura e arte, lazer e esporte, moradia, assistência social, segurança pública, além de integrantes de movimentos sociais, redes, coletivos juvenis e fóruns e sociedade civil em geral com interesse na temática. O evento é gratuito e tem vagas limitadas. As inscrições podem ser feitas no link https://goo.gl/sm83B2.

Mobilização

“Movimento Cada Vida Importa: a universidade na prevenção e no enfrentamento à violência no Ceará” foi iniciado em fevereiro de 2018 por meio de articulação de professores, servidores e estudantes de instituições de ensino superior do Ceará, com apoio do Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência (CCPHA). A frente de mobilização tem o intuito de fortalecer ações em andamento e desenvolver outras iniciativas no ambiente universitário e sensibilizar a sociedade pelo enfrentamento da violência no Estado.

Foco

Com foco em ações preventivas, o movimento quer contribuir com a diminuição dos índices das diversas expressões da violência cotidiana e da violação de direitos, cujas vítimas são predominantemente jovens negros moradores da periferia urbana. O 1º Seminário do Movimento Cada Vida Importa foi realizado no dia 23 de março na Universidade de Fortaleza (Unifor).

Integrantes

Integram a mobilização professores, estudantes e servidores da Universidade Federal do Ceará (UFC), Universidade Estadual do Ceará (Uece), Universidade de Fortaleza (Unifor), Centro Universitário Devry Fanor (UniFanor), Centro Universitário 7 de Setembro (Uni7), Centro Universitário Christus (UniChristus), Instituto Federal do Ceará (IFCE), Faculdade de Tecnologia Intensiva (Fateci), Centro Universitário Estácio do Ceará, Universidade Regional do Cariri (Urca), Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), Faculdade Farias Brito, Faculdade Metropolitana de Fortaleza (FAMETRO) e Faculdade Maurício de Nassau.
Fonte: Política com K
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.