Prefeito de Juazeiro enfrenta promotores e mantém licitação de R$ 46 milhões do lixo

O valor é mais de 120% acima do praticado no último ano da gestão do ex-prefeito Raimundo Macedo (MDB), em 2016. Leia reportagem completa no Jornal do Cariri desta semana

Cercado por denúncias de favorecimento e superfaturamento na licitação do lixo domiciliar, o prefeito Arnon Bezerra (PTB) decidiu enfrentar os promotores do Ministério Público do Ceará e pagar mais de R$ 46,4 milhões pela coleta em Juazeiro do Norte, informa edição desta semana do Jornal do Cariri.

Com aditivo, esse valor é superior a R$ 60 milhões por ano. O valor é mais de 120% acima do praticado no último ano da gestão do ex-prefeito Raimundo Macedo (MDB), em 2016. Hoje, pela coleta, Juazeiro paga R$ 171 por habitante, configurando uma das mais altas do Brasil.

Esse processo licitatório tem vícios em sua origem: o valor e a empresa vencedora da concorrência foram antecipados pelos vereadores Capitão Vieira (PEN) e Marcio Joias (PDT), meses antes da realização do pregão, realizado em setembro de 2017.

O Ministério Público do Ceará qualifica o caso de “escândaloso”. Arnon deve sofrer ação pelos crimes de peculato, formação de quadrilha e improbidade administrativa com a perda de seu mandato. Tranquilo, o prefeito de Juazeiro se declara inocente e não teme ser afastado do cargo.


Fonte: http://cearanews7.com/prefeito-de-juazeiro-enfrenta-promotores-e-mantem-licitacao-de-r-46-milhoes-do-lixo/

Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.