9 ônibus são incendiados em Fortaleza. Empresas recolheram veículos na noite dessa sexta.

Nove ônibus foram incendiados na noite dessa sexta-feira, 27, em Fortaleza. Em diversos bairros da cidade, ações criminosas assustaram os moradores. Prédios públicos também foram alvejados a tiros. As ações criminosas são em retaliação ao confronto entre policiais criminosos, em Amontada, no interior do Ceará, nessa quinta-feira, 26.

Na Sapiranga, três veículos foram incendiados entre às 16h30min e às 18 horas. Testemunhas contaram ao que, na rua Evilázio Almeida Miranda, homens invadiram um ônibus e arremessaram um pneu em chamas, que logo consumiu todo o automóvel, que estava estacionado, sem pessoas dentro.
A poucos metros dali, na estreita rua Olyntho Arruda, próximo à Lagoa do Coité outro ônibus foi incendiado por criminosos, os quais o pararam, com ordens de que passageiros descessem. Na rua Olegário Memória, a equipe de reportagem encontrou o terceiro veículo sendo rebocado.

No local estava uma equipe móvel da Polícia Militar, com sete agentes. Um deles, sem se identificar, informou que o provável motivo das ações criminosas, ligadas à facções, é de retaliação à troca de tiros entre policiais e criminosos, em Amontada, nessa quinta. Na ocasião, três suspeitos de integrar organização criminosa foram mortos, entre eles um dos líderes.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ônibus foram incendiados nos bairros: Parque São José; Parque Dois Irmãos; Bela Vista; e Parque Estrela, em Horizonte. Ainda ocorrem ações ainda na avenida Bernardo Manuel e na rua Urucutuba, no Bom Jardim, totalizando nove ataques.

Segundo a SSPDS, tentativas de incêndio a ônibus foram frustadas na avenida Maestro Lisboa e nos bairros Álvaro Weyne e Jacarecanga. Na Serrinha, a Regional IV da prefeitura foi alvejada a tiros. De acordo com vigilantes, seis disparos foram efetuados e dois coquetéis molotov arremessados contra o prédio. Os agentes, no entanto, contiveram as chamas.
A Secretaria Municipal De Segurança Cidadã (Sesec), no Vila União, assim como uma agência dos Correios e da Caixa Econômica Federal, na avenida Francisco Sá, também foram alvos de tiros.

Frota de ônibus recolhida
Após os ataques aos coletivos, as empresas associadas que fazem de parte do sistema de transporte urbano de Fortaleza recolheram seus veículos. O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) ainda não se manifestou sobre o caso.

Entretanto, as empresas associadas que fazem parte do Sindiônibus declararam, por telefone, que receberam ordem para recolher os veículos, por questões de segurança. Viação Fortaleza, São José e Aliança recolheram os carros por ordem do Sindiônibus. Vega recebeu ordem para recolher todos os carros, mas não soube informar se a ordem partiu da própria empresa ou do Sindiônibus. Embora os ônibus recolhidos não sejam mais liberados na noite desta sexta-feira, nenhuma empresa soube informar até quando dura a determinação, no entanto.

Dragão do Mar e Viação Urbana não atenderam as ligações. Siará Grande, Santa Maria, Maraponga e Terra Luz não tem seus contatos informados no site do Sindiônibus, portanto não foram contatados. Em entrevista um fiscal de uma das empresas, que preferiu não se identificar, contou que acha pouco provável que os carros voltem a circular sem escolta policial. “Não tem segurança nenhuma”, disse ele. Entretanto, ele acha que a circulação deve voltar amanhã.
Muitos passageiros reclamaram da demora dos ônibus na noite de ontem. Um deles, que estava em uma parada de ônibus na avenida. Abolição, relatou que a parada estava lotada, mas ainda passavam ônibus. Embora no aplicativo que faz o rastreamento dos veículos apenas quatro linhas estivessem disponíveis, um dos cobradores, quando perguntado, disse que o fluxo estava normal.
Com informações e foto do Jornal O Povo

Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.