O Ferroviário está muito próximo de se tornar campeão da Série D do Campeonato Brasileiro. Disputando a partida de ida da finalíssima diante do Treze/PB nesta segunda (30), o time coral aplicou 3 a 0 e irá levar para o jogo da volta, no próximo sábado (4), em Campina Grande, um grande vantagem.

O resultado foi inesperado para o comandante do Tubarão da Barra, Marcelo Vilar, que agora pode ver a equipe sofrer até dois gols de diferença que ainda conquista o torneio.

"Cada jogo o time vem crescendo de produção. Depois do acesso, os jogadores tiraram o peso das costas e fizeram uma grande partida contra o Treze. Eu não esperava os três gols aqui, achava que seriam duas partidas equilibradas, mas foi um placar importante para nós, levamos uma vantagem para o último jogo", declarou.

O feito em campo ainda foi maior por conta dos desfalques do Ferrão, que não pode contar com a dupla de zaga titular, André Lima e Luís Fernando, além do atacante Vitinho, todos expulsos na partida semifinal diante do São José/RS, disputada em Porto Alegre.

Respeito
No entanto, apesar da vantagem e do regresso de peças importantes, o discurso do time Coral é de respeito com o adversário, que é comandado pelo cearense Flávio Araújo.

"Não podemos pensar que porque nós fizemos três aqui, não podemos tomar três lá. Não podemos achar que ganhamos ainda, falta o segundo tempo. O objetivo é o título, sempre digo que em mata-mata, os jogos são de 180 minutos", afirmou Marcelo Vilar em entrevista após a vitória do Tubarão da Barra.

Confronto
Para a segunda partida da decisão, marcada para o próximo sábado (4), às 18h30, no Estádio Amigão, em Campina Grande, o cronograma de preparação do Ferroviário será curto. O clube realizou atividade regenerativa ontem na Vila Elzir Cabral e deve repetir o trabalho nesta quarta-feira (1º) - visando o recondicionamento físico do elenco. O time já embarca para a Paraíba na quinta (2), onde finaliza os preparativos para a partida com um treinamento no campo que será o palco da partida de sábado.

A expectativa é que a torcida Coral vá em bom número para a cidade paraibana. No jogo da última segunda-feira, 6.667 torcedores foram empurrar o time na Arena Castelão, marcando recorde de público da equipe na competição nacional.
Fonte: diariodonordeste.verdesmares.com.br
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.