"Tenho agenda a cumprir", diz Camilo sobre ausência em 1º debate

Durante inauguração do comitê de sua campanha, o governador lembrou nomes de lideranças políticas, mas não fez referências a Lula, Ciro e Haddad

Candidato à reeleição, Camilo Santana (PT) inaugurou o comitê de sua campanha e do candidato ao Senado, o ex-ministro Cid Gomes (PDT), na noite desta quinta-feira, 22, no bairro Cocó. Ausente no 1° debate entre candidatos ao governo do Estado, o petista foi enfático: "Sou governador do Ceará. Tenho agenda administrativa a cumprir".
  
Ele se referiu à uma reunião com a presidência do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDS), no Rio de Janeiro, em que tratou do financiamento para retomada da obra do Metrô, no Estado. “Fui resolver um assunto que eu estava há três anos lutando. Vou participar dos debates que minha agenda permitir, mas hoje não deu”, declarou.

Ovacionado por em torno de 3 mil pessoas que compareceram à inauguração de seu comitê, Camilo distribuiu sorrisos e selfies aos apoiadores. Dividindo palanque com várias lideranças políticas cearenses, o governador agradeceu à militância, ao prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), além de destacar a presença de vereadores, deputados estaduais e federais presentes.
  
O petista comemorou resultados da educação pública do estado – assunto em que mais se alongou. Celebrando dados obtidos na área, ele também recebia brados de incentivo sempre que tocava no nome da sua vice-governadora, Izolda Cela (PDT).

Ao contrário do que aconteceu quando o senador Eunício Oliveira (MDB) foi anunciado. Imediatamente ao ter o nome pronunciado, o presidente do Senado Federal ouviu algumas vaias, esboçadas por parte da militância. Camilo Santana, por sua vez, ponderou o apoio. “Vou buscar ajuda onde quer que seja. Em qualquer partido. Por isso fui atrás de Eunício, que abriu as portas do Congresso”, afirmou.

Camilo ainda teceu elogios a Cid Gomes, a quem atribuiu o título de “melhor governador da história do Ceará”. Nomes do ex-presidente Lula (PT) e dos ex-ministros Ciro Gomes (PDT) e Fernando Haddad (PT) não foram lembrados no discurso do governador, que foi enfático ao ser questionado pelo O POVO Online sobre as ausências no discurso. “Aqui é o comitê central de Camilo-Cid”, declarou.

Discurso moderado 
Presentes na inauguração do comitê das campanhas Camilo-Cid, lideranças políticas pregaram moderação na campanha pela reeleição de Camilo Santana. Mesmo com o governador aparecendo com 64% das intenções de votos na pesquisa Ibope, o discurso entre apoiadores é de "humildade".

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), afirmou que é preciso "calma". "Temos de ter humildade. Há muito trabalho pela frente". Candidato à reeleição ao Senado pelo MDB e apoioador do governador, Eunício Oliveira seguiu o mesmo tom sobre uma possível vitória de Camilo no primeiro turno. "Temos que trabalhar muito. Isso é o que vamos fazer até o final", declarou.
Fonte: https://www.opovo.com.br
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.