Tasso vibra com votação aberta para presidência do Senado e acredita vencer Renan

Aposta é que muita gente vai ter vergonha de escolher abertamente o alagoano

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) acredita que tem chance real de ganhar a presidência do Senado. Isso porque liminar concedida pelo ministro do STF Marco Aurélio Mello determinando que a eleição para o cargo ocorra por meio de votação aberta. A explicação é simples: muitos senadores vão ter vergonha de mostrar que votaram abertamente em Renan Calheiros (MDB-CE).

O problema é que Tasso está sendo apoiado pelo senador eleito Cid Gomes (PDT-CE), que xingou o filho de Bolsonaro em evento de diplomação de políticos eleitos no Ceará. Mesmo anti-Renan, o novo governo levará em conta as companhias do tucano — Jereissati havia largado os FGs, mas teve uma recaída.

Em tempo
Para senadores ouvidos pelo Estadão, o voto aberto reforça a possibilidade de influência do Executivo sobre os parlamentares porque o Palácio do Planalto saberá como cada um votou. Apesar de Bolsonaro afirmar que não pretende interferir na sucessão no Congresso, seus aliados fizeram chegar aos senadores o recado de que qualquer nome é aceitável na presidência do Senado, menos o de Renan.
Pelo menos seis nomes são cotados para a disputa do Senado: além de Renan e Tasso, estão na lista a líder do MDB, Simone Tebet (MS), Davi Acolumbre (DEM-AP), Alvaro Dias (Podemos-PR) e Esperidião Amin (PP-SC).
Fonte: cn7.com.br
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.