Nos pênaltis, Ceará vence Foz do Iguaçu e avança para a terceira fase da Copa do Brasil (Veja o vídeo)

Vovô ficou no empate sem gols diante do Foz durante os 90 minutos de jogo. Com a igualdade no placar, partida precisou ser decidida nas penalidades

O Ceará precisou das cobranças de pênaltis para bater o Foz do Iguaçu e avançar para a terceira fase da Copa do Brasil. Após um empate sem gols no tempo normal, o Vovô fez 4 a 2 sobre o time paranaense e comemorou a classificação.
Fernando Henrique pegou duas cobranças do Foz e fez com que o Ceará nem precisasse das cinco cobranças para seguir adiante. Pelo Alvinegro, apenas Felipe Baxola não converteu.

Veja no vídeo abaixo os melhores momentos


Junto com a classificação, o Vovô embolsou mais R$ 1,45 milhão de reais e agora vai enfrentar o Corinthians numa etapa onde dois jogos estão garantidos.

O Ceará teve o controle da partida durante todo o jogo. Além de uma maior posse de bola (superior a 60%), o Vovô conseguiu o dobro do Foz do iguaçu em termos de passes trocados e finalizações. As chances mais claras do Vovô apareceram na primeira etapa, especialmente com o atacante Roger.

Nos primeiro dois minutos de jogo ele teve a chance de abrir o placar, em chute cruzado que passou bem próximo da trave esquerda. Ele também finalizou de primeira, após cruzamento de Ricardinho, mas pegou mal na bola, que chegou fraca nos braços do goleiro Felipe Alisson. A melhor chance, no entanto, aconteceu aos 39 minutos, quando o centroavante foi acionado dentro da grande área, de costas para o gol e girou batendo, acertando a trave. Ricardinho e João Lucas também tiveram duas chances reais de marcar, mas desperdiçaram.

O Foz do Iguaçu tentou alguns contra-ataques. Em um deles, Mateus Guerreiro chegou a marcar um gol, mas estava em posição irregular ao receber a bola. Fora isso, Fernando Henrique só trabalhou quando Júnior Cezar experimentou arriscar de fora da área.

Depois de suportar 45 minutos, os donos da casa voltaram para o segundo tempo nitidamente com a missão de carregar a decisão para os pênaltis. O técnico Negreiros recolheu ainda mais o Foz e só se arriscava ir ao ataque se o Ceará cometesse um erro de passe do meio campo para frente.

O Ceará continuou pressionando, mas as chances forma menos claras. Aproveitando o bom chute de longa distância que tem, Juninho assustou algumas vezes e chegou a acertar a trave. Fora isso, no entanto, as bolas aéreas, buscando Roger, não surtiam efeito e pelo chão, por mais que João Lucas e Samuel Xavier apoiassem bastante, a defesa congestionava a grande área e afastava todas.

Antes dos 25 minutos, o Foz do iguaçu já havia feito as três alterações, todas inserindo jogadores de defesa. Mesmo assim, André e Bruno Nascimento tiveram chances de marcar. O primeiro obrigou Fernando Henrique a fazer boa defesa e o segundo bateu para fora após ganhar dos zagueiros e invadir a área pela esquerda. No apito final, a torcida do Foz comemorou o fato de ter estendido a possibilidade de avançar.
Fonte: www.opovo.com.br

Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.