Fortaleza entra em fase decisiva e time precisará ter versatilidade

Técnico Rogério Ceni não dispõe de todos os jogadores do elenco paras as finais do Campeonato Cearense e vai apelar para a capacidade que alguns têm de desempenhar funções diferentes em campo e em momento decisivo
Sem poder mais contratar para as disputas da final do Campeonato Cearense, o Fortaleza vai ter de se arranjar com o elenco que tem em mãos para lutar pelo título. O técnico Rogério Ceni, subitamente, viu seu elenco se reduzir de 32 para 23 atletas aptos a atuar.

Vale lembrar que essa redução numérica abrange os jogadores experientes lesionados ou em recuperação de contusão e os amadores que estão agregados, tendo em vista que Rogério não pretende colocar a meninada no fogo, a não ser que não encontre outra alternativa no próprio grupo.

Desde o início do planejamento, diretoria e comissão técnica chegaram a um acordo de montar um elenco enxuto, enquanto a Série A do Campeonato Brasileiro não tem início. Entretanto, a maratona de jogos acabou produzindo seus efeitos no grupo.

Lesão séria
Na semana que passou, a torcida ficou um pouco preocupada com vários casos de contusão, com destaque para a lesão do atacante Ederson, um dos artilheiros da equipe, com cinco gols. Com uma torção no joelho esquerdo que afetou o ligamento cruzado anterior, o jogador passará seis meses inativo. Aliam-se a ele baixas no meio-campo, pois os volantes Derley e Paulo Roberto estão com lesões musculares. Igualmente, o atacante Matheus Alessandro passa por tratamento de estiramento muscular na coxa.

Há uma indefinição no estado clínico do zagueiro Nathan Ribeiro, que é uma dúvida para os próximos jogos, também por conta de estiramento muscular na coxa.

Resultados
Rogério Ceni reconhece que houve evolução nos resultados, mas redução numérica de atletas à disposição: "É um grupo enxuto que vai ficando sem opções; vai crescendo à medida de resultados. De oito jogos, são cinco vitórias e três empates, mas que vai se enfraquecendo, à medida que perde jogadores por lesão. As opções vão indo por água abaixo e também afetando a parte de mudanças táticas", avaliou o técnico Rogério Ceni.

Consequências
Para o presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, o que acontece é uma decorrência natural das partidas: "As lesões são resultantes da sequência de jogos. Ao mesmo tempo em que uns vão para o departamento médico, outros saem dele", disse o presidente Marcelo, que prometeu reforços para a Série A do Brasileiro.

O atacante Júnior Santos é um dos versáteis jogadores que serão utilizados por Rogério, especialmente no jogo de hoje, às 21h30 contra o Vitória, no Castelão, pela segunda fase da Copa do Nordeste.

Fonte diariodonordeste.verdesmares.com.br
Rogilson Brandão

Rogilson Brandão

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.